Voluntariado | Testemunhos

 

EVS 2018/2019

Play & Gain

Eslovénia

 

Maio 2018   

As pessoas, as águas cristalinas e os feriados a dobrar!

Depois de um mês na Eslovênia, já posso revelar o meu TOP3: as pessoas, com certeza! O povo esloveno é naturalmente gentil e aberto. Sinto-me inspirada pelas pessoas que vou conhecendo por serem tão ativas e saudáveis, mas o que mais me impressiona é a sua hospitabilidade. Eles querem que te sintas em casa, que te sintas bem. Sei que as generalizações podem ser perigosas, mas até agora só  tive encontros agradáveis.

Para além das pessoas, também posso dizer que me apaixonei pelas águas cristalinas que me têm passado pelos olhos.  Andaria milhas e milhas ao lado destas águas sem nunca me cansar do percurso. De facto, já dei a volta ao lago Bohinj, que são mais ou menos 13km e foi maravilhoso. É um lugar muito tranquilo e ainda bastante selvagem. É o maior lago permanente da Eslovênia e é um lago glacial localizado nos Alpes Julianos. Durante o passeio imaginei-me várias vezes a tomar banhos naquelas águas revigorantes e refrescantes mas por enquanto a água estava fria demais.

A última coisa que escolhi para a minha lista são os feriados a dobrar: aqui têm feriados nos dias 1 e 2 de maio (dia do trabalhador); 25 e 26 de dezembro, sendo que o dia 26 é um feriado diferente e não um duplicado, mas ainda assim aprecio o acaso de terem dois feriados seguidos na epóca natalícia. Dia 26 de Dezembro de 1990 foi o dia o dia em que se deu a vitória num referendo relativo à indepedência da Eslovénia.  E também o feriado de 1 e 2 de janeiro. Parece-me uma boa política ter um dia de descanso depois da agitação do feriado.

Esta experiência está a ser muito boa para mim e o trabalho é tudo o que eu imaginei: tenho a oportunidade de propôr coisas e apreciam que tomemos a iniciativa e que sejamos autónomas, ao mesmo tempo que nos dão todo o apoio para que possamos desenvolver ferramentas que complementem o nosso trabalho.

Eu estou a aprender muito com as pessoas que estão a entrar na minha vida porque elas realmente me estimulam para que eu tenha uma vida mais ativa.  Parece que agora é a fase ideal para dar corpo ao ditado “não deixes para amanhã o que podes fazer hoje”, dado que esta é a altura de materializar ideias, desenvolver competências e consolidar aprendizagens.

Já descobri o meu vinho preferido de Brezice (sendo que esta é uma terra com vinhas). É um vinho chamado Stella com um leve toque de pêssego. Combinação perfeita. Também já comecei as aulas de Esloveno: Jaz sem Mariana in stara sem 24 let. Jaz živim in delam v Brežice. É uma língua dificil, mas estou entusiasmada com esta nova aprendizagem.

Está tudo a ir como previsto. Estou a descobrir uma língua nova, um país novo, pessoas novas e estou a apreciar cada momento. Já tenho saudades de casa, mas a ideia da transformação através desta experiência atenua o sofrimento inerente ao facto de estar longe do “colo”.

 

Abril 2018

Mariana Medeiros é natural de São Miguel tem 23 anos, licenciada em Teatro e muito em breve voluntária europeia.

A Solidaried’arte lançou o desafio aos jovens com interesse nas artes e a Mariana foi selecionada pelo nosso parceiro esloveno ZPTM, para integrar o projeto de voluntariado Erasmus + Play & Gain.

Irá partir para a Eslovénia, onde irá participar num projeto de voluntariado por 12 meses. Apaixonada pelas artes, encontrou no programa Erasmus+ uma oportunidade de crescimento profissional e pessoal.

A poucas semanas da sua partida, perguntamos-lhe quais são as suas expectativas para este desafio:

 

“Estou à espera que este desafio me permita crescer de uma forma mais completa e solidária. Espero poder inspirar-me na interculturalidade inerente a esta experiência e criar momentos memoráveis com aqueles que irão partilhar este ano comigo. Espero desenvolver os métodos de educação não formal, de planeamento e organização de projectos, de modo a que eles constituam uma mais valia tanto a nível profissional como pessoal. Espero deixar de estar à espera. Espero que as coisas que me aconteçam tenham um impacto maior em mim e um sentido na construção do meu futuro.”